🔺Informações sobre vírus e prevenção!
 
🔺A preocupação da comunidade AME tem aumentado à medida que os casos de COVID-19 aumentam no Brasil. 
A ABRAME gostaria de compartilhar algumas informações sobre a doença e medidas de prevenção.
 
🔺*O que nós sabemos:*
 
🔺O vírus é transmitido por gotículas respiratórias produzidas quando uma pessoa infectada tosse ou espirra. Essas gotículas podem pousar nos olhos, narizes ou bocas das pessoas próximas, ou até mesmo serem inaladas nos pulmões.
🔺As pessoas são consideradas mais contagiosas quando são mais sintomáticas (isto é, as mais doentes), mas podem ser contagiosas no início do curso da doença.
🔺Os idosos e adultos com condições de saúde subjacentes correm um risco aumentado de doença grave; enquanto isso, até o momento, as crianças parecem apresentar doença mais leve.
🔺Não existe tratamento ou vacina aprovada para esse vírus.
🔺As máscaras devem ser usadas por pessoas com sintomas respiratórios e podem ser úteis para controlar a propagação da infecção. Usar máscaras por pessoas saudáveis não é recomendado. Máscaras são necessárias para a proteção dos profissionais de saúde.
🔺Os sintomas típicos podem aparecer 2 a 14 dias após a exposição, apresentando febre, tosse e falta de ar.
🔺A melhor maneira de prevenir doenças é evitar ser exposto a esse vírus.
Protegendo você e sua família:
Fique calmo. 
A preocupação com um novo surto de infecção por vírus pode levar ao medo e à ansiedade. 
Os profissionais de saúdem Brasil, e nós da 𝐀𝐁𝐑𝐀𝐌𝐄, estamos aqui para ajudar a aliviar esses medos.
🔺Fique em casa o máximo possível para reduzir ainda mais o risco de ser exposto. Quanto possível, outras pessoas na casa também devem permanecer em casa.
🔺Evite contato com pessoas que estão doentes.
🔺Lave frequentemente as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos ou use um anti-séptico para as mãos à base de álcool com pelo menos 60% de álcool.
🔺Evite tocar nos olhos, nariz e boca.
🔺Cubra a tosse e espirre com lenço de papel, jogue fora o lenço de papel e lave as mãos.
🔺Desinfecte as superfícies regularmente.
🔺Evite multidões ou grandes reuniões.
🔺Se você sair em público, tome precauções para manter espaço entre você e os outros (ou seja, evite apertar as mãos, abraçar, beijar).
🔺Se você ficar doente, fique em casa e ligue para o consultório do seu médico para discutir os sintomas. 🔺Evite visitar hospitais.